PROENÇA-A-VELHA
Evolução Histórica e Administrativa Até 1218 pertenceu a Idanha-a-Velha, a antiga Egitânia. 1218 - Em Abril de 1218 recebe foral de D. Pedro Alvites, mestre da Ordem do Templo, em carta concedida com beneplácito de D. Afonso II e D. Urraca.
18
Jun 10

 

DESAPARECEU UM ANTICRISTO

 

Sou a favor de quem, respeitando a forma de pensar dos outros, expressa livremente o seu pensamento. Mas sou completamente contra quem, rebuscando fora do contexto palavras e frases para fazer prevalecer a sua forma de pensar e destilar ÓDIO sobre aquilo que não compreende, demonstrando que, ao contrário do que afirma, não é aquela MENTE ABERTA que nos seus escritos quer fazer parecer que é.

Na verdade, para se compreenderem os ditames de DEUS tem que se ter a MENTE ABERTA e o nosso prémio Nobel não a tinha.

Aliás não a tinha nem suportava quem a tivesse. Por isso dedicou grande parte da sua vida e da sua obra injuriando e criticando quem não pensava como ele no tocante à religião, negando DEUS e menosprezando quem nEle acredita.

Morreu e acho que quem defendeu a subordinação de Portugal a Espanha, devia ficar por lá e não voltar ao país que ele abandonou para se fixar em Lanzarote-Espanha.

Ser escritor nunca poderá ser sinónimo de ser bom Português

 

FAfonso

publicado por AALADOSNAMORADOS às 20:58
sinto-me: Bem
11
Jun 10

 

 

10 DE JUNHO...DIA DE PORTUGAL...DE CAMÕES E.....

Nambuangongo, meu amor

 

http://www.youtube.com/watch?v=nH92f96AkK8

 

 

Pela primeira vez o dia de Portugal foi comemorado com um desfile de ANTIGOS COMBATENTES, na cidade de Faro e com a presença de, entre outros, o Presidente da República.

Pela primeira vez se ouviram palavras de reconhecimento e de dívida pela acção dos militares portugueses na defesa do SOLO SAGRADO DA PÁTRIA e em especial daqueles combatentes que deram os melhores anos das suas vidas combatendo nas guerras dos antigos territórios ultramarinos portugueses.

Muitos perderam as suas vidas no CAMPO DA HONRA lutando e, lamentavelmente os seus corpos ainda hoje se encontram espalhados por cemitérios africanos, e muitos deles sepultados nos próprios campos de batalha onde perderam a vida.

Para estes ainda não ouvi a sociedade civil interrogar-se sobre o porquê deste miserável abandono.

Num país onde há pessoas a auferirem vencimentos e luvas de milhões de euros anuais e reformados que chegam a acumular três e quatro reformas qualquer delas na ordem de largos milhares de euros e tudo isto proveniente dos cofres do Estado que nós alimentamos, torna-se escandaloso que não haja vontade política para fazer regressar às suas terras aqueles jovens que um dia partiram para cumprir o dever de LUTAR PELA PÁTRIA e que no CAMPO DA BATALHA perderam a vida.

Os familiares que aqui deixaram quando partiram, têm o direito de receber os seus restos mortais e nós que sobrevivemos, temos o dever de lutar e contribuir para que tal aconteça.

Por isso pergunto:

ATÉ QUANDO?

AINDA NÃO É TEMPO DE REGRESSAREM?

 

 

 

FAfonso

publicado por AALADOSNAMORADOS às 13:07
música: Nambuangongo, meu amor
sinto-me: TRISTE
10
Jun 10

 

 

RIO TORTO...

 

QUE LINDO FOSTE !!!

 

RIO TORTO QUE TRISTE ÉS !!!

 

A propósito de um comentário que há dias li no http://prohensa.blogspot.com/, da autoria da nossa conterrânea proencense e minha particular amiga São do http://soumaiseu.blogs.sapo.pt/,”Que bonito que é o nosso Rio Torto cheio de flores e limos primaveris!”,não pude deixar de aqui no meu http://aaladosnamorados.blogs.sapo.pt/, postar algumas achegas endereçadas em especial a todos os proencenses que, devido à pouca idade não chegaram a conhecer aquele troço do nosso Rio Torto, em especial no que se refere às laterais da ponte, mais ou menos um quilómetro para cada lado.

Na verdade, e com toda a consideração que me merece o comentário da São, acho que o mais correcto seria “QUE LINDO FOSTE E QUE TRISTE ÉS MEU RIO TORTO”.

LINDO, como eu o conheci ladeado nas suas margens por belas e produtivas hortas, onde eram cultivadas todas as espécies hortícolas e todo o tipo de frutas que eram a base da alimentação de toda a população de Proença.

Podia mesmo sem exagero afirmar-se que, cada detentor da sua horta, fazia dela o seu “brinquedo” favorito e era com elevado orgulho que toda a família dela tratava.

Todas as hortas, dependendo do seu tamanho, tinham um ou dois poços. Deles se extraía a água com que se regava tudo o que nelas se cultivava.

No verão era um regalo ouvir o “chiar” das “burras” quando se estava a tirar a água para a rega.

Era também um espectáculo de beleza ver o “sobe e desce” do “varal” puxando o “cambão”naquele movimento de tirar a água do poço.

Chegava mesmo, sem que uns dos outros se apercebessem, a haver uma disputa para ver quem tirava a água mais rapidamente e isto era verificável pelo movimento mais ou menos rápido do “vai vem” do varal o qual como é de deduzir, na sua extremidade tinha preso um balde que trazia a água do fundo do poço.

Mas além de toda a beleza que o nosso Rio nessas épocas detinha, é justo aqui lembrar que, era também nele que a maioria das mulheres de Proença lavavam as roupas da família e era também neste nosso Rio que os jovens, em especial rapazes, se banhavam e aprendiam a nadar.

TRISTE, porque dessas hortas NADA EXISTE; dessas árvores de fruto, NADA EXISTE; dessas hortaliças nada existe e mais triste que tudo isto, dessas gentes que ali tanto suor verteram, NADA EXISTE; NADA FICOU.

SÓ A SAUDADE; SÓ A RECORDAÇÃO E SÓ O AMOR POR ELES NOS RESTOU.

QUE DEUS OS TENHA EM PAZ.

 

 

RIO TORTO....RIO TORTO

O QUE TE FIZERAM?

Que saudades

 

A tua água na qual tantas vezes me banhei

As tuas hortas criadas com tanto dor e amor

A roupa que em ti lavavam e branqueavam

E os pinhais que ladeavam as tuas margens?

 

Tudo pereceu meu saudoso Rio

 

Ficaste só e abandonado!

Já não tens a companhia daqueles grupos de jovens que aos Domingos em ti se banhavam.

Agora impera o silêncio em ti e por isso

Estás triste porque estás só

Estás triste porque te deixaram só.

 

Mas, mesmo triste, abandonado e só, continuarás a ser sempre para mim

O MEU RIO,

O RIO DA MINHA SAUDADE

O RIO DA MINHA DISTANTE MOCIDADE.

 

 

(Nota para os mais novos: o engenho com que se tirava a água dos poços, era composto por: forcalha, cambão e varal, nomes usadas em Proença)

 

FAfonso

publicado por AALADOSNAMORADOS às 21:22
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Posts mais comentados
11 comentários
10 comentários
8 comentários
6 comentários
5 comentários
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Daniel Carvalho,fiquei feliz por encontrat o filho...
Caro Daniel, estou a escrever um texto sobre as OP...
Gostei muito do seu blog obrigado
Daniel, não sei como chegar a ti, sou o Avelino F...
Meu amigo, tenho esperado que venhas aqui dar noti...
Olá amiga SãoMuito obrigado pelas suas palavras de...
Força meu Amigo! Que Deus esteja contigo e te ajud...
Amigo Adolfo muito obrigado pelas suas palavras de...
Amigo Francisco Afonso só hoje tomei conhecimento ...
:-) Fico tão contente por ti! :-) Ainda bem que es...
mais sobre mim
blogs SAPO