PROENÇA-A-VELHA
Evolução Histórica e Administrativa Até 1218 pertenceu a Idanha-a-Velha, a antiga Egitânia. 1218 - Em Abril de 1218 recebe foral de D. Pedro Alvites, mestre da Ordem do Templo, em carta concedida com beneplácito de D. Afonso II e D. Urraca.
05
Jul 11

(História breve-1)

O


Reencontro

 

Seguia
pela rua abaixo, olhos fixos no pavimento e alheada de tudo o que a rodeava.

No passeio oposto uma multidão de pessoas, cabeças levantadas,
espreitando por cima dos ombros uns dos outros, tentando aperceber-se
do estado em que tinha ficado o jovem que havia sido atropelado e que
a equipa do INEM procurava estabilizar para posterior encaminhamento
hospitalar.

Contudo, ela de nada se apercebeu. Os seus pensamentos viajavam pelas
longínquas paragens da terra onde tinha nascido e  havia conhecido
aquele que foi o grande amor da sua vida.

De repente, parou frente à montra de stand e ficou petrificada com o
que acabava de ver.

O coração quase lhe saltava do peito.

Do outro lado do espesso vidro encontrava-se o homem cuja imagem a
acompanhava desde os tempos do liceu.

Tinham entretanto passado  sete anos.

É certo que o namoro entre ambos não tinha sido muito longo. Todavia
tinham feito juras de amor eterno e, na verdade, embora contra a
vontade dos pais dele, amaram-se e foram felizes até ao dia em que,
sem o esperarem........

A família dele se deslocou para a grande cidade e, desde então,
jamais se voltaram a encontrar.

Mas ela nunca o esqueceu, pois no seu coração só ele continuava a ter
lugar.

Nunca se quis ligar a mais ninguém e por isso vivia só, esperando que o
tempo fosse atenuando a mágoa que sentia pela perda do seu único e
grande amor.

Agora, um turbilhão de questões atormentava-a.

Seráque ele já  tinha casado?

Quem seria a esposa? 

Teriam filhos?

Seriam felizes?

Foi desta forma e embrenhada neste amontoado de pensamentos que
inesperadamente foi “acordada” por um breve toque no ombro.

Virou a cabeça e, ao seu lado, com ar constrangido, estava aquele que
havia sido o grande amor da sua vida.

Ele olhava-a comovido como que a pedir desculpa pela falta de coragem que
teve quando não se opôs à vontade dos seus pais.

Também
ele jamais tinha conhecido outra mulher

Ela tudo esqueceu e, abraçando-se, beijaram-se com todo o amor que
enchia os seus corações e juraram que nada nem ninguém os iria
voltar a separar.

Depois, entrelaçados, seguiram rua abaixo procurando um local onde pudessem
matar as saudades que durante todos estes anos tinham guardadas
dentro dos seus corações.

 

 

FAfonso

publicado por AALADOSNAMORADOS às 15:05
sinto-me: Bem
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Posts mais comentados
11 comentários
9 comentários
8 comentários
6 comentários
5 comentários
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Meu amigo, tenho esperado que venhas aqui dar noti...
Olá amiga SãoMuito obrigado pelas suas palavras de...
Força meu Amigo! Que Deus esteja contigo e te ajud...
Amigo Adolfo muito obrigado pelas suas palavras de...
Amigo Francisco Afonso só hoje tomei conhecimento ...
:-) Fico tão contente por ti! :-) Ainda bem que es...
Olá amiga São.Antes de mais obrigado pelas palavra...
Tens um texto para ti no meu blog. Quando puderes ...
Meu querido amigo.... só agora vi este teu post e ...
Bom dia SãoFoi com imenso prazer que recebi a tua ...
mais sobre mim
blogs SAPO